É hora de Encarar o pior cenário - Especial Coronavírus

Atualizado: Abr 1



Vamos falar de pior cenário! Sim, eu sei. É o que só o que se tem falado nas últimas semanas. Hoje eu estou aqui para te ajudar a entender porque aceitar que o pior cenário pode acontecer vai te ajudar no meio desse caos. Antes de mais nada, não quero de forma alguma parecer leviana, irresponsável e simplista neste tema, considerando a gravidade do momento atual que vivemos. Em casos de ansiedade, nós, psicólogos, lidamos no dia-a-dia com diversos casos em que pessoas sofrem, por estarem pensando continuamente em cenários catastróficos de forma pouco efetiva. Minha intenção neste vídeo é te ajudar a encarar seus pensamentos de forma mais saudável. Uma das crenças irracionais propostas pela Terapia REC, é a catastrofização. E algumas das características da ansiedade são a antecipação de uma ameaça real ou percebida, a busca por controle excessivo, baixa auto-percepção de enfrentamento e necessidade de evitação. E você me pergunta: E quando estamos vivendo uma pandemia, tendo acesso a informações atualizadas a cada minuto, o que eu faço quando o cenário fica cada vez pior? A catastrofização por definição dentro da teoria da TREC é uma crença irracional. Mesmo em situações de pandemia global. Irracional como aquilo que não te ajuda. Sua alternativa saudável seria a crença racional de visão moderada do ruim. Mesmo em situações de pandemia global. A crença irracional de catastrofização te faz pensar em cenários catastróficos e pensar nisso como o pior que pode acontecer. E quando o pior está acontecendo ou quando tem altas chances de acontecer? O que tenho visto nos atendimentos mais recentes e com as pessoas próximas – e confesso que penso nisso também -, é uma preocupação real com a morte de pessoas que amamos ou a com nossa própria. Às vezes pensamos até se não é o fim da humanidade. Não quero de forma alguma dizer que isso não é ruim. Sim, é extremamente ruim. Mas de fato, tem alguma utilidade pensar nisso nesse momento? Se de fato, for o fim da humanidade, te ajuda nesse momento sentir ansiedade frente a isso? No caso do pior cenário, nas últimas semanas ele vêm à nossa cabeça, mal sai, ele volta. Se não de forma espontânea, algum canal de TV, alguma mensagem no whatsapp, alguma ligação, vai te levar a pensar no pior cenário. Até esse vídeo está te fazendo pensar nele. Na ansiedade, temos um impulso de buscar controlar o mundo para que o pior cenário não aconteça. Uma forma muito comum é tentarmos estratégias cognitivas de evitação e distração. Ajudam, sim! Mas temporárias. Quero lembrar que no momento atual, é importante lançarmos mão do que temos e do que já nos ajudou em algum momento da vida. Sinta-se à vontade para meditar, ouvir música, fazer um relaxamento, ver um filme sobre um tema light. Por favor, faça! Mas, você tem alguma forma de impedir que o fim da humanidade aconteça, se de fato o que está acontecendo for o início do fim? É pouco provável que você tenha uma solução totalmente efetiva. Diversos cientistas estão trabalhando dia e noite ao longo do mundo para descobrir formas preventivas, curas e vacinas para evitar que isso aconteça. Não pensar no pior cenário evita realmente que ele aconteça? Não encarar o pior cenário vai te ajudar a engajar a tomar as medidas preventivas com seriedade? Se eu disser que o cenário não está catastrófico, talvez você me diga que esteja bem perto. Algumas cenas reais estão bem semelhantes a filmes de ficção científica de fim do mundo. Eu sou a lenda, contágio e tantos outros. Sim, muito ruim definitivamente. Outra crença que nos leva à perturbação emocional é a não aceitação incondicional da realidade. Ninguém aqui está dizendo que esse atual cenário é o que desejamos. Uma das poucas certezas que tenho no momento é que mesmo as pessoas que estão adorando ficar em casa, não gostariam de que o mundo estivesse passando por isso. Mas adianta alguma coisa não aceitar essa situação? O problema vai resolver para nós se não aceitarmos? Pensar no que talvez você tenha feito para ter que passar por isso te ajuda em alguma coisa? Uma frase que gosto demais do Albert Ellis é: até a injustiça tem seu lado bom: ela nos dá a oportunidade a aprender a lidar com injustiças. Adaptando, podemos dizer que até o caos tem seu lado bom: ele nos dá a oportunidade de aprender a lidar com o caos. Não estou dizendo para simplesmente esquecer o caos e olhar o lado positivo. Mas outra premissa da TREC é que nada é 100% positivo nem 100% ruim. Tente buscar aquele 1%. Aquele meio porcento. Volto a falar. É difícil. Busque ajuda. Comprometa-se com você de encontrar alguma coisa boa no seu dia, todo dia. Você vai ver que o caos é extremamente ruim, sim. Mas não aceitar que você não tem controle sobre o pior cenário vai te fazer não enxergar o 1% e sofrer por algo que não está 100% no seu controle.

Comenta aqui embaixo quais são as coisas boas que você tem percebido nos últimos dias? Gostou desse artigo?

Texto desenvolvido por Márcia Verônica de Paiva Machado, Psicóloga formada pela PUC-Rio (CRP 05/35863).

Terapeuta Certificada pelo Instituto Albert Ellis em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Atende em consultório particular, com sessões baseadas em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Faça contato e agende uma consulta.

128 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2019 por TREC RJ.