A terapia pode ser pra você

Atualizado: 1 de Out de 2019

Momentos de tristeza, luto, conflito, estresse, desânimo, dúvidas... Quem nunca vivenciou estes sentimentos? Comuns a todos nós, recorremos a amigos, familiares, livros de auto-ajuda e passamos por esta fase. Entretanto, por vezes, isso não é suficiente...

A ajuda psicológica para quem tem algum problema que não seja tão óbvio pode ser importante. Além de sofrer sem necessidade, quem está nessa situação pode ter o quadro agravado justamente por falta de tratamento profissional. Quanto mais cedo se procura ajuda, mais fácil é resolver o problema – o tratamento vai ser mais curto e menos estressante.

Os psicólogos atribuem a baixa procura por ajuda ao estigma e aos mitos ligados à terapia: a ideia de que seja algo para gente louca, que a ajuda de um profissional seja um sinal de fraqueza ou tome tempo e custe caro demais. Nada disso é verdade.

O objetivo do psicólogo é ajudar seu cliente a conquistar uma maior qualidade de vida, com emoções mais reguladas e objetivos mais nítidos. Vale lembrar que a ética e o sigiloso profissionais são respeitados pelo profissional.

Os benefícios da psicoterapia podem ser vistos como estratégias para ajudar no dia-a-dia e aliviar tensões da vida e suas dificuldades. O terapeuta pode identificar habilidades importantes e ajudar você a desenvolve-las no consultório, de forma a ampliar seus recursos para encarar as questões da vida.

Emoções são inerentes aos seres humanos. Todo mundo fica nervoso, triste, alegre, com raiva em algum momento da vida. O que talvez possa ser funcional para uns, para outros talvez não. É preciso avaliar a funcionalidade, a intensidade, a frequência das emoções. A pergunta-chave é: essa emoção te atrapalha, paralisa ou prejudica a sua vida? Se sua resposta for sim, pode ser interessante buscar uma ajuda especializada.

Questões que surgem na relação com pessoas no trabalho ou na família também podem levar a pessoa ao consultório de psicologia. É comum que dificuldades na relação tenham impacto na performance e harmonia desses grupos. Até mesmo atividades que lhe traziam satisfação podem de uma hora para outra perderem o significado. Buscar terapia pode ajudar a clarear o ar ou procurar uma nova direção.

Fique atento! Seus amigos ou familiares dizem que estão preocupados com você? Eles podem perceber padrões que não conseguimos identificar nós mesmos, portanto é importante considerar a perspectiva daqueles que estão à sua volta.

Após ler este texto, você pensa: Mas eu nem sei o que estou sentido, sei que não estou bem. Esta dificuldade em explicar ou entender e identificar suas emoções pode ser indicativa de que a terapia é para você.

Gostou desse artigo?

Texto elaborado por Márcia Verônica de Paiva Machado, Psicóloga formada pela PUC-Rio (CRP 05/35863).

Idealizadora da TREC RJ.

Terapeuta Certificada pelo Instituto Albert Ellis em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Atende em consultório particular, com sessões baseadas em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Faça contato e agende uma consulta.



0 visualização

©2019 por TREC RJ.