Perfeccionismo - Dicas práticas de como enfrentar (5 de 5)

Hoje vou trazer 05 dicas práticas para você tirar o perfeccionismo da sua vida. Já fiz 4 textos sobre perfeccionismo. É só acessar o blog e ver na ordem para melhor entendimento. Em um deles explico porque só dicas práticas talvez não te ajudem. . Mesmo não sendo o perfeccionismo um transtorno mental ele é de enorme relevância clínica. Se você é psicólogo, tente identificar este sintoma e iniciar o tratamento clínico focado neste tema pode ser de grande ajuda para o andamento de todo o tratamento, incluindo questões como falhas e recaídas no processo terapêutico. Se você se interessou pelo tema e identifica em você alguns dos tópicos abordados nesta série, procure avaliação clínica para melhor entendimento junto a um profissional. Vamos então às dicas práticas: Estabelecimento de metas realistas (busca pela excelência. Mesmo pessoas que são consideradas publicamente acima da média, falham. Questione-se se elas conseguiriam fazer o que fazem se não aceitassem o erro em suas vidas. Sabemos que emoções não saudáveis levam a um forte impulso a comportamentos disfuncionais que só afastam você do seu objetivo. Estabeleça metas personalizadas considerando suas limitações, de tempo, espaço, competência). Entrevistas com pessoas que conseguem fazer o que você não consegue (entender o que elas pensam quando falham. Você vai encontrar pessoas perfeccionistas e não perfeccionistas. Pergunte o que elas sente quando falham e como lidam com isso) Experimentos de Exposição (diminuição da vergonha; aumento da auto-aceitação. escolha uma coisa no seu dia-a-dia e erre deliberadamente. Veja como se sente, o que passa na sua cabeça, o que você faz. Se você acha que definir deliberadamente vai fazer com que não valha o exercício, saiba que isso é um traço do perfeccionismo, achar que pra ser bom tem que ser naturalmente, por exemplo. Mas tudo bem. A dona vida vai me ajudar e colocar uma situação pra você, se duvidar, hoje para você praticar isso. Quando a falha ocorrer, observe o que passa na sua cabeça, o que você sente e o impulso de comportamento de esconder ou negar seu erro. Resista e mantenha a exposição) Jornal da Gratidão (a insatisfação está bastante presente no perfeccionismo. Temos a visão em túnel de só focar no negativo. Esforce-se para encontrar coisas no seu dia e na sua vida pelas quais você seja grato. Registre num caderno, releia sempre que possível e inclua novas). Praticar novas maneiras de responder assertivamente (desenvolva crenças flexíveis, racionais, saudáveis. Reconheça seu desejo, sua preferência, mas saiba que você mesmo pode se frustrar. Voce pode ir contra seu impulso de perfeição e parar. É importante se preparar antes). Estas são algumas dicas práticas que podem te ajudar a criar alternativas racionais, cognitivas, emotivas e comportamentais para enfrentamento do perfeccionismo. Como a excelência é construída e envolve falhas, vale deixar claro que você vai falhar no início. Mas isso não quer dizer que você possa continuar, aprender com seu erro e persistir rumo à excelência. É difícil, mas acredite, vale a pena o esforço! Espero que esta série tenha o ajudado a dar o primeiro passo na luta contra o perfeccionismo. Vamos aproveitar esses dias da melhor maneira possível!

Gostou desse artigo?

Texto desenvolvido por Márcia Verônica de Paiva Machado, Psicóloga formada pela PUC-Rio (CRP 05/35863).

Terapeuta Certificada pelo Instituto Albert Ellis em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Atende em consultório particular, com sessões baseadas em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Faça contato e agende uma consulta.

25 visualizações

©2019 por TREC RJ.